Era uma vez

Era uma vez...

sábado, abril 11, 2015


















Os contos de fadas que hoje encantam e seduzem adultos e crianças através das imagens do cinema, na internet e outros espaços comunicacionais, surgiram há muito tempo a partir da tradição oral. O conto de fadas tem sofrido alterações ao longo do tempo, de acordo com os gostos conscientes ou inconscientes de cada geração. Notamos isso na variedade de textos de diferentes autores e na variedade de contos já feitos.
De acordo com Góes (1991):

Problemas como de riqueza, trabalho, poder estão na base de todos os contos. Isto demonstra que essas histórias não são apenas criação da imaginação, mas nasceram de acontecimentos reais que o povo recolheu e guardou e que mais tarde formaram, na base, a moral das sociedades. Nos contos já se percebe a necessidade que o homem sente de subjugar seus semelhantes. A criação popular não é uma atividade estética gratuita, mas sim uma atividade útil, necessária à conservação e andamento de organização social (GÓES, 1991, p.66).

        
O termo “conto de fadas” engloba uma variedade de narrativas, sobretudo histórias que por regra possuem elementos "atemporais" e que normalmente recorrem a heróis (ou heroínas) quase sempre jovens, corajosos e habilidosos que passam por aventuras mágicas, que lhes servem de teste para um eventual destino feliz, e madrastas ou seres do mal cuja função é dificultarlhes a vida ao longo da narrativa.
Um dos ícones dos contos de fadas são as próprias fadas. Apesar de não aparecerem na maioria dos contos, o mágico ou magia (representado por elas) sempre aparece nas histórias. As fadas pertencem à mitologia e fazem parte do folclore europeu ocidental, que com o tempo emigraram para as Américas. Elas tornaram-se conhecidas como seres fantásticos ou imaginários, de grande beleza, que se apresentavam em forma de mulheres dotadas de virtudes e poderes sobrenaturais, que interferiam na vida dos homens quando já nenhuma solução natural era possível.
As fadas são personagens que normalmente representam o bem, nas histórias infantis. Há também os opositores, ou seja, os intermediários do mal, como gigantes, bruxas, feiticeiros, entre outras representações.
Podemos dividir a literatura infantil, em conto de fadas e conto maravilhoso. Segundo Coelho (1991), o conto de fadas trata da problemática do herói. Já o conto maravilhoso trata de problemáticas sociais. Todas as histórias, independente de classificações, trazem em si grande poder de fantasia e aprendizado, o que as aproxima conceitualmente.



* Esse é o primeiro post de vários que vou fazer com partes da minha monografia (trabalho de conclusão de curso). Então essas postagens ficarão um pouco maiores, mas serão bem interessantes para quem gosta do tema. Quem quiser acessar todas as postagens, estará na Tag: Era uma vez.

LEIA TAMBÉM

12 comentários

  1. Nossa adorei o texto , você escreve muito bem ^^ , e é verdade hoje em dia esses contos pegam qualquer geração !

    www.nataliloure.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, te indiquei lá no blog para responder uma TAG. Clica ai no link pra saber como funciona *-*

    http://umsimplesprazer.blogspot.com.br/2015/04/tag-de-tudo-um-pouco.html

    Beijos!! Blog Um Simples Prazer

    ResponderExcluir
  3. Legal! eu adoro ler sobre a origem e a abordagem dos contos de fadas, mesmo que não seja grande fã dos contos em si (apenas de alguns). Você pretende disponibilizar sua monografia na íntegra?
    Bjos!

    http://sonhos-empoeirados.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. MONOGRAFIA WOOOOW
    Eu achei o tema do post muito bacana e bem informativo, mas caramba, é DEMAIS imaginar que esse é o tema do seu trabalho de conclusão, e não apenas da postagem *-* Que legal! E pelo jeito esse tema tem tudo a ver com você!

    Beijos, Vickawaii
    http://finding-neverland.zip.net

    ResponderExcluir
  5. Olá!

    Nossa, sua monografia eh sobre contos de fada? Muito legal!!! :D
    Deve ter muito material pra pesquisa, né? Muitas formas diferentes de abordar também. Adorei!!

    Abraços, Andreza ;D
    Vida em Pixels

    ResponderExcluir
  6. Ai que leegaaal :D
    Uma monografia sobre contos de fadas? Que bacana, com toda certeza tem muito sobre o que escrever e deve ser bem divertido também!

    Beeijo
    http://resenhandosonhos.com

    ResponderExcluir
  7. Desculpa ser a desinformada, mas qual curso você faz? Gostei!

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia os contos maravilhosos. Depois faz um post sobre. Vou adorar ler!

    jj-jovemjornalista.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Monique!
    Amei o seu texto! Sou apaixonada por contos de fadas exatamente por essa magia que ele transmite. Tenho certeza que o seu trabalho vai ficar ótimo!

    http://blogquerida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Bacana o tema, Monique! Vou tentar acompanhar os outros posts.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Que interessante! E que incrível fazer uma monografia com esse tema *---*
    Bjss

    http://www.estrelaminha.com/

    ResponderExcluir

Espero que tenha gostado da postagem. Também vou adorar ler sua opinião.
Não deixe de seguir o blog nas outras redes: Instagram | Youtube | Facebook | Twitter