Editora Intrinseca

Tartarugas até lá Embaixo - John Green

quarta-feira, janeiro 10, 2018

Tartarugas até lá Embaixo - John Green

Vamos conhecer nesse livro a mais profunda pureza de Aza, e seus maiores pesadelos. Esse lançamento da Editora Intrínseca traz uma personagem com TOC. Traz a tona todos os sentimentos e angustias que uma pessoa com essa doença sente. Será que eu gostei? Confira na resenha.

Sinopse do Livro:

A história acompanha a jornada de Aza Holmes, uma menina de 16 anos que sai em busca de um bilionário misteriosamente desaparecido – quem encontrá-lo receberá uma polpuda recompensa em dinheiro – enquanto tenta lidar com o próprio transtorno obsessivo-compulsivo (TOC). Repleto de referências da vida do autor – entre elas, a tão marcada paixão pela cultura pop e o TOC, distúrbio mental que o afeta desde a infância –, Tartarugas até lá embaixo tem tudo o que fez de John Green um dos mais queridos autores contemporâneos. Um livro incrível, recheado de frases sublinháveis, que fala de amizades duradouras e reencontros inesperados, fan-fics de Star Wars e – por que não? – peculiares répteis neozelandeses.

Tartarugas até lá Embaixo - John Green

Tudo começa quando um bilionário procurado pela polícia desaparece e a mesma oferece uma recompensa pela captura. Daisy e Aza decidem ir atrás de pistas deste homem para ganhar o dinheiro. Como a nossa protagonista foi amiga de um dos filhos desse milionário, é por essa pista que as meninas iriam começar a investigar.

"Qualquer um pode olhar para você, mas é muito raro encontrar quem veja o mesmo mundo que o seu."
No meio de toda essa investigação no estilo Sherlock Holmes, nos deparamos com os pensamentos inquietantes de Aza, seus medos, e suas angustias para driblar o transtorno obsessivo compulsivo (TOC). Claro que, também começa a surgir um namorinho no meio do livro, mas isso não é ruim porque mostra também essa superação de Aza, em relacionamento com outras pessoas.

"A pior parte de estar totalmente sozinho é pensar em todas as vezes em que desejamos que todo mundo simplesmente nos deixasse em paz. Foi o que fizeram. Atenderam ao meu pedido, e acabei me saindo uma péssima companhia."
Confesso que quando ouvi falar sobre esse livro achei que a personagem iria ter outras manifestações de TOC. Pois a doença existe em vários graus e se manifesta de várias formas. Eu mesma tenho que testar coisas várias vezes para ver se estão fechadas, problemas em tomar remédios, e outras coisas. Mas o meu grau é leve então eu consigo me entender com a minha mente, mas sei o quanto é ruim quando ela nos prega peças.

Tartarugas até lá Embaixo - John Green

O TOC de Aza é com relação às bactérias. Ela não consegue parar de se preocupar se está infectada e  quantas bactérias existem em seu corpo. Qualquer dorzinha que sente ela já acha que está morrendo. Ela também tem problemas em tomar remédios.

"Sabemos que a nossa cabeça é doida, mas mesmo assim não conseguimos fazer nada em relação a isso, entende? Não é que a gente se iluda achando que comportamentos desse tipo são normais. A gente sabe que tem um problema. Só não consegue descobrir o que fazer para consertá-lo. Porque pra gente não existe certeza."
Aza é uma menina que consegue transmitir toda a angustia que sente, mas não é a única. Gostei  também, bastante do Davis e sua paixão pelo espaço. Ele é muito inteligente em suas falas sobre as estrelas, galáxia, etc. Ele é mais aventureiro, gosta do "ao ar livre", ao contrário de Aza, mas também carrega muita angustia. Com sua mãe morta e seu pai desaparecido, ele e o irmão estão sozinhos com guardiões. Davis como irmão mais velho, demonstra toda a angustia e sofrimento que um adolescente sente nessas situações. Ele, por exemplo, sente muita responsabilidade pelo irmão mais novo mas não sabe como lidar com isso.

"A gente escolhe os nossos finais e os nossos começos. Podemos escolher a moldura, sabe? A gente pode até não decidir o que aparece na foto, mas a moldura é a gente que decide."
Os dois personagens acabam aprendendo e crescendo juntos na história, onde cada um estava com seu sofrimento em particular. A mensagem que a história passa e principalmente que o autor passa, com relação a um "mundo melhor" para quem tem o transtorno é muito bonita e emocionante. Não é um livro com uma história maravilhosa ou revolucionária. Mas é uma história que desperta muitos sentimentos na alma do leitor, e isso já é emocionante e o motivo por ele valer a pena ser indicado como leitura.

Tartarugas até lá Embaixo - John Green

Sobre a edição:

A diagramação é muito bem feita e a escrita é bem fluída, da para ler o livro em um dia. A capa é muito bonita e depois que você lê a história entende o motivo da espiral e do nome do livro. As páginas são amareladas.

Sobre o autor:

John Green cresceu em Orlando, Flórida, a uma pequena distância da Disney World. Se mudou para Ohio para cursar a universidade, onde estudou Inglês e Religião. Por vários meses antes de se graduar, John trabalhou como capelão em um hospital infantil. Enquanto estava lá, teve a inspiração para escrever seu primeiro romance, Quem É Você, Alasca?, que se tornou um bestseller nos Estados Unidos e ganhou muitos prêmios literários, como o Michael L. Printz Award nos EUA e o Silver Inky Award na Austrália. O segundo romance de John, An Abundance of Katherines, foi publicado em 2006 e se tornou finalista do Los Angeles Times Book Prize e também nomeado livro de honra do Michael L. Printz. Paper Towns, publicado nos EUA em 2008, estreou em quinto lugar na lista dos mais vendidos do The New York Times e ganhou o Edgar Allan Poe Award pelo melhor romance de mistério. Em 2009, Paper Towns foi eleito em primeiro lugar por mais de 11 mil leitores no Top 10 dos Adolescentes da American Library Association. No seu tempo livre, John é um grande fã do Campeonato Inglês de Futebol, mas ele não fala para que time torce, porque não quer alienar possíveis leitores.


................................................................
Editora: Intrínseca
Autor: John Green
Assunto: Romance
Páginas: 256

Compre o livro: Amazon


Avaliação da Leitura:  

................................................................

LEIA TAMBÉM

17 comentários

  1. Tenho um certo amor pelas histórias do John Green, já vi algumas resenhas esse livro e sou doida para ler.

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  2. Oie
    Eu adorei este livro, acho que como eu tenho TOC eu me identifiquei muito com a protagonista.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Me identifiquei com o livro tenho transtornos parecidos e achei um máximo um livro com uma história como essa! Fiquei interessada
    Beijos

    www.estiilocarol.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Monique, embora não seja fã do autor eu sempre fico com a impressão de que ele sabe emocionar e que constrói bem seus personagens. Eu me interesso bastante pelo tema do livro e quero ler!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia esse!
    bjs
    http://www.pinkbelezura.com/

    ResponderExcluir
  6. Sou louca para ler livros desse autor. Nunca li nenhum, quem sabe eu leia esse
    os relatos de uma jornalista

    ResponderExcluir
  7. Oi Monique, tudo bom?
    Ouvi falar muuuuito bem desse livro, então tô animada pra conferir a história! O que eu mais amo nas histórias do John são os personagens e o desenvolvimento deles na trama; ele parece ter acertado em cheio!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi! Confesso que alguns livros do autor não me encantou, me apaixonei somente por a culpa é das estrelas. Mas, o enredo desse me chamou a atenção justamente por falar do TOC. Pretendo ler e me encantar, como aconteceu em ACEDE. Bjos ❤

    Click Literário

    ResponderExcluir
  9. Nunca li nada dele, mas esse livro foi o que mais me chamou a atenção até agora!
    Parece bem bacana mesmo, ainda mais por emocionar os leitores!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  10. Eu achei bem interessante a sinopse desse livro e a história num geral, toda essa relação que fala sobre o TOC e tals, acho que todo mundo tem um pouquinho de TOC não acha?
    Gostei muito dessa frase da parte de trás do livro "é muito raro encontrar quem veja o mesmo mundo que o seu” pura verdade!!
    A única coisa que eu não entendi até agora é o porque do nome desse livro...

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. O que eu mais tenho curiosidade de saber é sobre esse nome intrigante do livro. Adorei a resenha.
    Bom final de semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  12. Oi, Monique!
    Nossa, não sabia que você tem TOC... pelo seu relato, ele não influencia tanto sua vida.
    Todo mundo está falando super bem desse livro do João Verde, mas ainda não bateu a vontade de ler, sabe?
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  13. Oi, Monique!
    Eu me apaixonei nesse livro.
    Apesar de ele não ser extraordinário em questão da trama, ele toca em um assunto pouco falado e que é tão complicado para tantas pessoas.
    Achei muito legal entrar na mente de Aza e entender o que passa com ela.
    Não sabia que você tinha TOC! Espero que ele não influencie tanto na sua vida no dia-a-dia.
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  14. Eu gostei de saber que o livro aborta um tema como o TOC.
    Fiquei curiosa para entender o nome do livro.
    Bjus!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
  15. Poxa, todo mundo está falando desse livro e eu louca para ler! Menina...nunca li nada do autor, acredita? Amei sua resenha, obrigada pela dica.
    Bom começo de ano!
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  16. Eu gosto de livros que despertam diferentes sentimentos <3 Estou louca pra ler esse porque adoro o John Green e fiquei bem feliz quando vi um título novo. Parece bem interessante a história, fiquei curiosa com o TOC dela com bactérias, acho que tenho um pouco de paranoia com elas também, mas nem todas são nossas inimigas x)

    Beijinhos
    tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Primeiramente, estou encantada com o seu blog (ele é MUITO lindo!), segundo, estou muito feliz que é gaúcha, por que eu vivo em POA <3 e terceiro, QUE RESENHA É ESSA! Adorei como distribui as coisas no post, nem sei como não estava seguindo esse blog antes!

    Beijo, Duda

    www.bloghappinessd.blogspot.com

    ResponderExcluir

Espero que tenha gostado da postagem. Também vou adorar ler sua opinião.
Não deixe de seguir o blog nas outras redes: Instagram | Youtube | Facebook | Twitter