Grupo Editorial Record

Leitura: O céu noturno em minha mente

sexta-feira, agosto 05, 2016



Sabe quando você tem uma história, um suspense, mas você até esquece tudo porque o personagem principal rouba toda cena? Essa foi minha impressão ao ler O céu noturno em minha mente. Mas é claro que esse pode ser um ponto bem chato para quem não gosta desse estilo ou de personagens tão novos (ele tem 14 anos) e pode parecer chato para alguns tipos de leitores que leem livros mais adultos. Não foi o meu caso.

Sinopse: Mikey Baxter tem 14 anos, mas muitas coisas o diferenciam dos outros garotos da sua idade. Para começar, o pai está na prisão e a mãe se recusa a falar sobre o assunto. Ele sabe que, de alguma forma, isso está ligado à cicatriz em sua cabeça e ao fato de ele parecer ter mais dificuldade em entender certos assuntos do que os outros. Quando um misterioso assassinato ocorre em sua cidade e Mikey é o primeiro a chegar à cena do crime, ele não sabe o que pensar. O que o levou até ali? Quem teria matado o morador de rua da cidade, que parecia nunca ter feito mal a ninguém? E quem era o homem caipira que estava nos arredores?
Mikey tem um diferente dom que percebemos logo no começo da história: ele tem lampejos, visões do passado, e ele tem que aprender que isso não é uma coisa ruim e perturbadora, ele tem que aprender a enxergar o lado bom disso tudo. Mas, por ele ser diferente, não tem muitos amigos, só Timmer, seu fiel cachorro e amigo que lhe acompanha em todas as aventuras.


Apesar de, em nenhum momento da história mencionarem, acredito que Mikey sofra de algum distúrbio da mente. Pequenos sinais na história levam a esse pensamento, como o fato de as vezes ele se balançar para frente e para trás, quando está nervoso ou com medo ele se "encolhe e abraça as pernas com o queixo nos joelhos", e ficar repetindo palavras. Além da inocência exagerada, que parece de uma criança de cinco anos e não de quatorze.

Muito da para se aprender com O céu noturno em minha mente. Como a importância da família na criação de uma criança. Como o pai do Mikey está na cadeia e a mãe é meio "perturbada" sentimentalmente, conseguimos sentir essa ausência no personagem, em seus atos e talvez em toda carência que ele possuí. Ele também não tem muitos amigos pelo fato de ser "diferente", o que o torna vulnerável a acreditar em toda pessoa que se diz ser um amigo. A história também mostra o poder das más influências, e a surpresa com pessoas que pareciam ruins e no fim te ajudam.

Em muitas partes do livro da vontade de pegar Mickey no colo, ou dar conselhos, como uma mãe ou amiga. Talvez porque o personagem é muito cativante. Eu com certeza recomendo essa história para todos os meus leitores. Sei que o selo é o da Galera Júnior, e que pode parecer história de criança, mas acredito que esse livro e Mikey tem muito a ensinar, nas entrelinhas, muitas atitudes, formas de viver a vida, de acreditar, da amizade e de ser feliz. Eu comecei lendo esse livro sem acreditar na história, achei que ia ser uma chatice, e hoje termino dizendo que é uma linda história de amor e amizade, principalmente se você ler com o coração.


................................................................
Editora: Galera Junior
Autor: Sarah Hammond
Páginas: 288
Assunto: Literatura Juvenil
Para comprar: clique aqui


Avaliação da Leitura:  
................................................................ 

LEIA TAMBÉM

14 comentários

  1. Nossa, fiquei muito curiosa para ler esse livro <3
    aparenta ser maravilhoso ^^
    cosgothic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Esse livro tem uma capa lindaaa! Sempre senti curiosidade e sempre quis ler ele, adorei a resenha. Só me fez ficar com mais vontade kkkk
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. E essa capa mais amorzinho da vida? Não conhecia e fiquei com vontade de ler!! Adorei seu vídeo!
    Beijoss
    www.somosvisiveiseinfinitos.com.br
    Vídeo novo: https://www.youtube.com/watch?v=PRc5kB0nLx4

    ResponderExcluir
  4. Adoro livros que trás uma história onde os personagens são cativantes, livros que sempre trás coisas a se aprender, já me encantei com a história somente pela sua resenha :D

    http://www.sweetexpected.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Ai pela resenha fiquei curiosa pra ler o livro, adorei seu blog, também adoro Alice, já estou seguindo, bjocas.
    https://pedagogaliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Ooi! Gostei da premissa do livro, mesmo com um personagem tão novo (é algo que geralmente me incomoda). A capa é linda. Beijos
    Estilhaçando LivrosCantar em Verso

    ResponderExcluir
  7. Gostei. Esses livros infanto-juvenis tem muitos ensinamentos e moral. Eu gosto de ler. Não tenho preconceito algum.
    Beijos!

    http://jj-jovemjornalista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Amei a resenha! Fiquei super curiosa para ler *-*

    xoxo
    semitributo.blospot.com

    ResponderExcluir
  9. Não sei se eu teria paciência com um personagem que sofre tanto, mas também sou bem aberta a ler livros com personagens novos (amo extraordinário).

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
  10. Olá! Gosto de livros em que os personagens são novinhos, em que a história não é tão adulta, porque costumam ser livros leves e deliciosos de se ler. Não conhecia esse, mas adorei e já quero ler!


    Beijinhos,

    Bia - Blog Escrevendo Mundos

    ResponderExcluir
  11. Oi Monique,
    Esse é um livro que eu quero muito ler.
    Ah história realmente parece ser cheia de lições.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Twitter

    ResponderExcluir
  12. Muito obrigado :D

    O ´vídeo está super esclarecedor. Fiquei com imensa vontade de ler o livro :D

    NEW COOKING POST | Lemon Cake.
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderExcluir
  13. Oiii Monique, tudo bem?
    Eu adoro livros jovens <3
    Acho que eles sempre tem ótimas mensagens para os seus leitores. Sejam eles novinhos ou mais velhinhos hahahha
    E esse livro está na minha lista desde o seu lançamento <3 Parece ser um livro lindo =D
    Beijoooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oii!
    Bom, eu gostei da sinopse do livro e curto livros mais infantojuvenis, mas tenho certo trauma depois de experiências não tão boas com Extraordinário e Quarto.
    Lendo a descrição do protagonista, me parece que ele é autista, mas não tenho certeza.
    Belas fotos!

    Beijos,
    Kemmy|Duas leitoras

    ResponderExcluir

Espero que tenha gostado da postagem. Também vou adorar ler sua opinião.
Não deixe de seguir o blog nas outras redes: Instagram | Youtube | Facebook | Twitter