27 julho 2016

Leitura: A mamãe é rock


A MAMÃE É (MUUUUUITO) ROCK! Lançamento de julho da Editora Belas-Letras traz mais um livro para quem adorou os dois de O Papai é Pop.

Cuidar anualmente da lista de materiais escolares, levar os filhos para o trabalho quando ninguém pode cuidá-los, preocupar-se com o futuro e com o pensamento crítico dos filhos. Todas estas tarefas estão inclusas na agenda de qualquer mãe moderna. Com a jornalista Ana Cardoso, não é diferente. Uma princesinha de cachos dourados e uma criança de 10 anos com princípios e opinião formada. Talvez essa família não seja tão estranha assim: ela é a família mais pop do Brasil.

Sinopse: Este é um livro sobre a maternidade e todos os sentimentos loucos que as mães têm em relação a quem de alguma forma criam, seja um filho natural, adotivo, neto ou sobrinho. É sobre família e é sobre as mães também, esses seres que falam uma língua estranha e chata que só entende quem entra para o clube e se torna uma delas. Não se preocupe, não é um livro de lamentações. É o contrário: tem histórias engraçadas, singelas e verdadeiras. Aqueles que leram O papai é pop estão convidados a conhecer o lado mais in/tenso da experiência. “A mamãe é rock” é um recorte sem filtro dos divertidos e comoventes malabarismos que um casal moderno faz todos os dias para criar suas filhas.

Ao lançar o livro O papai é pop em 2015, Marcos Piangers encorajou a mulher para escrever sobre o outro lado da família. Em A mamãe é rock, que chega às livrarias no dia 1º de julho, Ana descreve diferentes situações que qualquer mãe – de primeira, segunda, terceira viagem – poderá se identificar.

"Ter um filho é ter superpoderes. A gente quer ser forte, ser divertida, ser justa e ser uma pessoa muito legal. Para que nossos filhos tenham orgulho de nós, que queiram ser como a gente. Precisamos ser, no mínimo, supimpas o suficiente para que eles prefiram ficar ao nosso lado do que assistindo a Peppa Pig sozinhos no quarto. Se você quiser ler um livro ou fazer outra coisa, aí essa regra não se aplica."
Como de costume, a editora traz uma edição gráfica com muitas ilustrações, a capa linda e muito bem pensado para interagir, informar e além disso, trazer um conteúdo legal para seus leitores. Esse é um livro rico em ensinamentos sobre o dia-a-dia da mãe na família, com base e abordando situações que a própria Mamãe Pop (Ana Cardoso) já vivenciou.


Um ótimo presente para quem vai ter filho em breve ou um dia pretende ter (para se acostumar a essa vida tão diferente e cheia de acontecimentos). Eu não tenho filho ainda, e nem previsão de ter, mas adorei a leitura, porque consegui até enxergar algumas coisas na minha posição de filha. O bom é comprar já a coleção completa da família pop (Papai é pop 1 e 2 e a Mamãe é Rock), assim você terá a família inteira para lhe inspirar.

................................................................
Editora: Belas-Letras
Páginas: 112
Para comprar: clique aqui


Avaliação da Leitura:  
................................................................ 

10 comentários:

Olá! Já li a resenha de Papai é Pop e achei muito interessante, ter o lado "feminino" da coisa é muito legal também, adorei a premissa dos livros <3

Beijinhos,

Beatriz - Blog Escrevendo Mundos
OI!
Eu tb não tenho filho e nem previsão de ter mas achei interessante ;)
bj
http://momentosdemodaebeleza.blogspot.com.br/
Adoro livros que tem diagramação assim... Acho super legal!
Adorei seu post falando sobre a obra irei procurar para a minha mãe ler...rs

Beijos.

Keth,
www.parbataibooks.blogspot.com.br
Esse livro parece ser tão legal que acho que irei comprar para presentear minha mãe <3
A resenha também ficou muito bom e foi um dos fatores para que eu sentisse mais vontade de adquirir o livro :)

Beijos
barbfurtado.blogspot.com
Esse livro tem uma cara tão legal! Deve ser uma leitura bem descontraída! Melhor ainda se ler O Papai é POP, aí fica mais interessante mesmo!

Beijos,
Irmãos Livreiros
Cara, que bacana esses livros. Papai pop, mamãe rock hahaha deve ser um casal muito legal!
A edição está lindíssima e fiquei desejando muito porque já tenho meu ~picorrucho~ e sei que não é fácil como parece para algumas pessoas (e a tendência é "piorar")

Beijos,
Kemmy|Duas Leitoras
Oi, Monique!
Achei bem legal o autor encorajar a sua mulher a escrever sua versão.
Beijos
Balaio de Babados
Eu gostei muito desse livro e o do papai é pop 2, apesar de nao ter lido o um ainda, mas quero ler tbm hehe
http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/
Muitíssimo obrigado :D Nem sabes o quão feliz isso me deixa :D

O livro deve ser extremamente interessante e bastante atual!!!

NEW OUTFIT POST | Don’t Let Me Down.
InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D
Oiiii Monique, tudo bem?
Eu não quero ter filhos, então confesso que sempre fujo de livros assim.Li apenas um que meu amigo lançou "Notas de um pai grávido".
Mas acho que esse livro é bem bacana para presentear, como você disse. É mais criativo do que dar talcos e fraldas, apesar deles serem extremamente úteis hahhaha
beijos
http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Espero que tenha gostado da postagem. Também vou adorar ler sua opinião.
Não deixe de seguir o blog nas outras redes: Instagram | Youtube | Facebook | Twitter