07 junho 2015

Filme: Tomorrowland, Um lugar onde nada é impossível
















Esse não é só mais um lançamento, este é um filme com grande referência e inspirado em Walt Disney e seus grandes sonhos. Um filme que vale a pena se emocionar. Além de tudo isso, o grande elenco do filme conta com George Clooney, Britt Robertson e Hugh Laurie (nosso eterno Dr. House).


Sinopse: Casey Newton (Britt Robertson) é uma adolescente com enorme curiosidade pela ciência. Um dia, ela encontra um pequeno broche que permite que se transporte automaticamente para uma realidade paralela chamada Tomorrowland, repleta de invenções futuristas visando o bem da humanidade. Ela logo busca um meio de chegar ao lugar e, no caminho, conta com a ajuda da misteriosa Athena (Raffey Cassidy) e de Frank Walker (George Clooney), que esteve em Tomorrowland quando garoto mas hoje leva uma vida amargurada.


Antes de continuar contando um pouco mais, confiram esse vídeo e vocês vão ver o porque esse filme é tão especial. A postagem será grande mas vale a pena:


Tomorrowland foi criada por Walt Disney como uma área da Disneyland em 1955. Era uma época em que os americanos imaginavam um futuro otimista. Ao longo dos anos, especialmente 1970, a visão das pessoas sobre o futuro começou a ficar menos otimista. O diretor Brad Bird comenta, “Sempre que há uma tela em branco, há duas maneiras de vê-la; uma é o vazio e outra é a grande abertura a possibilidades. E é assim que eu gosto de ver o futuro — como uma grande possibilidade. É uma visão que se perdeu em termos de ver o futuro”.

Essa mudança intrigou o escritor e produtor Damon Lindelof. Então, quando começou a sintetizar a história do filme, ele analisou o que Tomorrowland significava e como isso podia ser representado na história. “Eu realmente queria recapturar esse primeiro otimismo”, comenta Lindelof.

A história do filme começou com uma caixa com uma etiqueta “1952”, supostamente descoberta por acaso nos arquivos dos Walt Disney. A caixa misteriosa continha todo tipo de modelos e plantas, fotografias e cartas fascinantes que pareciam ter relação com a origem de Tomorrowland e da Feira Mundial de 1964. Lindelof ficou animado com a descoberta e recorda, “Eu comecei a imaginar que o conteúdo da caixa era um guia para uma história secreta que ninguém conhecia. Mas se era isso, qual seria essa história? E a resposta mais óbvia para mim era que de fato existia um lugar chamado Tomorrowland que não era um parque temático, mas que existia em algum lugar do mundo real”.

Lindelof começou a desenvolver o enredo pesquisando a história da Disney e seu criador, que o levou a pesquisar o envolvimento da empresa na Feira Mundial de 1964. “Walt Disney era um futurista no verdadeiro sentido modernista de meados do século”, diz Lindelof. “Ele era muito otimista. Ele acreditava que a tecnologia era a chave para um mundo melhor. Ele também acreditava na tecnologia como uma forma de criar ótimos entretenimentos. Para a Feira Mundial de 1964, a Walt Disney Company criou três atrações, mas é a It’s a Small World que nós mais nos lembramos. Embora meio ultrapassadas para os padrões atuais, em 1964, as atrações Carousel of Progress e Great Moments with Mr. Lincoln foram revolucionárias no modo como usaram robôs e tecnologia para criar uma atração rica e temática”.
O sucesso da Feira Mundial permitiu que Disney arrecadasse fundos para seu próximo grande projeto, o Epcot. A visão de Disney era de uma cidade modelo que seria um contínuo experimento de desenvolvimento urbano e organização; era para ser a verdadeira Tomorrowland onde a tecnologia se unia ao planejamento urbano para criar um ambiente otimizado para se viver. Contudo, Walt Disney morreu antes de o Epcot poder ser construído, e a Disney Company decidiu que não queria administrar uma cidade sem as ideias dele. O conceito da comunidade modelo foi modificado para se tornar uma grande e “permanente Feira Mundial”, com dois pequenos distritos residenciais para funcionários e suas famílias. O parque ainda existe hoje em Lake Buena Vista, na Flórida.
No filme, a premissa de que a cidade futurista de Tomorrowland pudesse de fato existir presta uma homenagem à visão de Walt Disney tanto de Tomorrowland da Disneyland como do Epcot da Walt Disney World, onde tecnologias sempre em evolução são apresentadas com ideias que fazem do mundo um lugar melhor para todos. Mas muitos acreditam, que Walt Disney fazia parte de um grupo secreto de pensadores e otimistas e que Tomorrowland possa de fato existir em outra dimensão como resultado direto das ideias avançadas e futuristas que o grupo desenvolveu.

“Algo foi perdido”, acredita o diretor Brad Bird. “Pessimismo se tornou a única maneira aceitável de ver o futuro, e eu discordo disso. Eu acho que tem um pouco de conformismo nisso. Se todos pensarem assim, então isso se tornará realidade. Isso causa passividade: se todos acharem que não há motivo, então deixam de fazer várias coisas que poderiam trazer um ótimo futuro. Quando eu era criança, embora houvesse muitas coisas negativas acontecendo, como sempre há e haverá, era aceitável ver o futuro de maneira positiva, acreditar que a vida seria melhor, que o racismo teria fim, que a desigualdade acabaria, e por aí vai. Agora há uma espécie de desdém cósmico gigante e eu odeio isso. Eu não acho que estamos no planeta para fazer isso. Nós temos o poder de ser responsáveis e ir para outra direção”.

Nada como ver algo que nos incentiva a pensar sobre a possibilidade de um futuro melhor para a humanidade. Tomorrowland é o lugar onde mentes brilhantes querem ajudar a construir algo melhor para todos. É um filme inspirador. Indico todos assistirem, principalmente quem vê Walt Disney, como um ser ilustre, que tinha sonhos lindos, como eu vejo.


8 comentários:

Estou DOIDA pra ver esse filme! Me encantou tipo muito esse trailer e toda essa história. Fora que tem uma lição de moral boa pra quem quer acreditar nos seus sonhos, mas acha que eles são impossíveis.

Beijos!
www.likeparadise.com.br
Parece ser um filme bem interessante e cheio de magia. Gosto de alguns filmes de fantasia.

http://www.jj-jovemjornalista.com/
Eu li toda essa história sobre a origem disso e seu post complementou bastante, apesar de achar tudo muito interessante e gostar muito da ideia, não fui com a cara do trailer do filme. Parece que vai ser mais um filme ok da Disney.

bjs, Carol | Espilotríssimo
www.carolespilotro.com
Ainda não vi o filme, mas seu post me deixou com mais curiosidade ainda. Parece ser um filme vem legal, a proposta dele é bem interessante.

Beijos:*
Dani - http://www.escritasnachuva.com/
Eu não sabia que esse filme era inspirado em Walt Disney. Já quero assistir! Ótima dica. Bjs

http://www.mayaravieira.com.br/
Eu quero assistir *--*
Ahh, e adorei esse pensamento: "Sempre que há uma tela em branco, há duas maneiras de vê-la; uma é o vazio e outra é a grande abertura a possibilidades."

Bjss

http://www.estrelaminha.com/
Gostei e fiquei curiosa pra ver o filme, dica anoptada aqui!

www.detudopouco.com.br
Veja como é o filme. Eu não li muito bons comentários sobre o trabalho feito por Damon Lindelof , embora eu acho que muitos preconceitos são criados devido a "falha", realizada com o fim de Lost.

Postar um comentário

Espero que tenha gostado da postagem. Também vou adorar ler sua opinião.
Não deixe de seguir o blog nas outras redes: Instagram | Youtube | Facebook | Twitter