01 abril 2008


Quando a boca cala, o corpo fala. Quando a boca fala, o corpo sara. Eis um ditado que mostra, de forma simples, a importância de verbalizar o que sentimos e pensamos, pois o que não é expresso tende, mais cedo ou mais tarde, a afetar nosso bem-estar e até nosso estado de alma. Ao entrar em contato com seu colorido interior, dispondo-se a abrir e a contar suas experiências, sejam elas boas ou ruins, muito do que foi vivenciado pela pessoa se ilumina.
“Narrando os fatos, percebemos que eles talvez não sejam tão negativos quanto pensávamos, que a raiva que alguém despertou em nós diminuiu, que o trauma que sofremos já não assusta tanto, que nossas vitórias foram mais importantes do que pareciam”. Da mesma maneira, o que a princípio foi visto como algo trágico pode, com o passar do tempo se revelar uma grande oportunidade de crescimento.


(Revista Bons Fluidos deste mês)

4 comentários:

Aa é, eu mesma sei por experiência própria que não compartilhar sentimentos e emoções são prejudiciais. Adorei a matéria (amo a revista Bons Fluidos)
beijos
Oi... brigadah pelos parabéns! O blog ta lindo! Pega meu award! Bjos troquei de lay!
Dificil é saber quando é o momento certo de se falar...
Um cheirinho
Ola!!Vim agradecer a visita e o seu carinho, espero que volte mais vezes em meu bloguinho, bjos e xau!

Postar um comentário

Espero que tenha gostado da postagem. Também vou adorar ler sua opinião.
Não deixe de seguir o blog nas outras redes: Instagram | Youtube | Facebook | Twitter